POEMA Deutschland Logo

POEMAdeutschland

Pobreza e meio ambiente na Amazônia

Água potável

Um dos principais problemas para a população rural da Amazônia é obter água potável. Cerca de 20% de toda a água doce da terra flui na região amazônica, mas muitos rios estão poluídos. O mercúrio usado pelos garimpeiros, o petróleo de barcos, os excrementos de gado, a super fertilização e o esgoto de grandes assentamentos e agro-negócios são algumas das causas. Crianças e idosos em particular sofrem com isso. Erupções cutâneas, diarréia e vermes são as consequências.

Apoiamos os moradores de três regiões do estado federal do Pará na construção de sistemas de poços. Primeiramente na região de Oeiras do Pará e Cameta, na parte inferior do rio Tocantins, em segundo lugar na região ao redor de Altamira/Anapu na Transamazonica e em terceiro lugar na região de Santarém, na foz do rio Tapajós.

Sempre que possível, os poços são perfurados mecanicamente ou cavados. Isso não é possível se as áreas estiverem inundadas ou se o teor de ferro das águas subterrâneas for muito alto. Neste caso a água do rio será filtrada e a desinfecção será realizada por meio de lâmpadas ultravioleta operadas por energia solar.

Trabalhamos com vários parceiros. Isso garante que todos contribuam com sua parte para o sucesso do projeto, que só será bem-sucedido se todos participarem. O trabalho dos moradores é fazer artesanato, construir a torre de água e cavar as trincheiras para colocar os canos de água. Se possível, o construtor do poço é pago pela administração da cidade e POEMA paga os custos do material, como tanque de água, tubulações, motor, bomba, painéis solares etc. Sempre que possível, as bombas solares são instaladas, por exemplo, nas ilhas amazônicas perto de Santarém.

Nas reuniões da comunidade, que ocorrem antes do início do projeto, os detalhes são discutidos, as tarefas são distribuídas e o valor que cada família deve pagar por mês para cobrir consertos futuros é estipulado. As instalações são inauguradas com uma grande festa e a partir daí a comunidade fica responsável pelos consertos que possam surgir.